Sociable

quinta-feira, 17 de março de 2011

CONHECENDO A FAMÍLIA DAS PÉROLAS!!!

Como o diamante a pérola também é avaliada de acordo com vários itens tais como, cor, brilho, tamanho, e forma



South sea:Por ser a rainha de todas, resolvi falar primeiro dela. Perfeita em brilho em forma e grande na sua majestade é a mais rara de todas.O cultivo ocorre na costa da Austrália em Mianmar Filipinas e principalmente no Taiti, podem ser brancas, dourada, acinzentada  e a mais rara delas a negra que levam o nome de perolas do Taiti . Uma volta de magníficas pérolas South Sea da Tiffany, perfeitamente combinadas em tamanho e cor, é um dos clássicos símbolos do luxo e bom gosto da moda.



Akoya: nem preciso falar que o nome vem do Japão. E é por causa do  nome da ostra que produz essa perola.São consideradas de melhor qualidade por seu brilho e forma perfeita,  mas raramente passam de 10 mm de diâmetro.



Pérola Blister: com o movimento da ostra, pode acontecer da perola em formação cair  para fora da ostra, mas as vezes ela escorrega para baixo do molusco e fica entre a madrepérola, que é a parte interna da concha, e o próprio molusco e assim está formada a blister.



Mabe: Ela tem basicamente a mesma formação da blister só que é cultivada, isso quer dizer que, como se fosse numa cirurgia o molusco é  levantado da concha, fixa-se  um núcleo em baixo do manto fecha-se a ostra e mergulha ela na água de novo esse processo é muito rápido. a gora é só esperar a formação dessa maravilha e voilá…..



Barroca: é a despojada, sempre em vários tamanhos e formas. Nada conservadora pode vir compridinha como um bastão, às vezes oval como um feijão.



Um novo método, moderníssimo e aperfeiçoado, de fabricação dessa Rainha das gemas, chegou ao mercado essa ultima década, e esta arrasando as vitrines mais badaladas. É a maravilha da tecnologia voltada ao estonteante mundo das jóias, a Pérola Shell. Feita inteiramente da concha das ostras do pacifico sul as que geram a south sea, ela é  totalmente orgânica, portanto não descasca e não perde o brilho.Se levarmos a um laboratório a única coisa que diferenciará da natural ou cultivada é o núcleo que  no caso da Shell estará oco.nada como a tecnologia para agregar Jóias ao nosso cotidiano.




Antigamente não tínhamos a cultivada, o valor da perola era altíssimo só as pessoas muito ricas podiam, se dar ao luxo de possuir um colar, o que fazer?
faremos sintéticas e claro que de boa qualidade
Bem vinda ao mundo de majorca!!!!
Como conseguir o mesmo peso e a mesma cor dessa gema orgânica tão especial?
Vários testes foram feitos e muitas, horas de trabalho, para chegar quase a perfeição.Foi descoberta uma técnica onde uma conta de vidro é imersa inúmeras vezes em um liquido secretissimo, formando assim uma aparência perfeita, que quando nova e bem cuidada só um especialista para diferenciar se é  perola ou maiorca!!!

Fonte:Fjóias

Nenhum comentário:

Postar um comentário